Caminho de Santiago [Pontedeume a Betanzos 21 Km] (Dia 3)


De Pontedeume a Betanzos (21 Kms 05H38M)


Caminho de Santiago

Esta etapa foi inicialmente acessível, mas tornou-se na etapa mais difícil que fiz até ao momento, comparando com as diversas vezes que já fiz o Caminho.
Foi um caminho que teve  tanto de difícil quanto de intenso e belo.

Caminho de Santiago


Parti sozinho de Pontedeume e para começar bem o dia, fui brindado por uma subida duríssima de praticamente 2kms, recordei a subida de Ourense no Caminho Aragonês. Depois deste esforço fui recompensado por uma paisagem linda de bosque atlântico.

Caminho de Santiago

A determinada altura cruzo-me com uma égua e o seu poldro, momento em que recordo o meu pai e perco-me no tempo, enquanto os animais se aproximam de mim e fico em paz na natureza.
Passado pouco tempo chegam 2 espanhóis, o Carlos de Ciudad Real e o Angel de Toledo e continuamos o Caminho juntos. A paisagem é linda, mas as subidas estão lá e que subidas. Atenção, não são rampas são subidas cada uma com 300 a 400 mts.

Caminho de Santiago

Um pouco mais à frente somos ultrapassados por um grupo de peregrinos da África do Sul, maioritariamente mulheres que vêm a um elevado ritmo de marcha. Aconselho-os a reduzirem o ritmo, pois o Caminho é uma maratona, não um sprint. No final da subida seguinte, lá estão parados e cansados.

Caminho de Santiago

Um pouco depois chegamos a uma armazém, onde nos deliciamos com um bom café e uma curta conversa, onde falo de Portugal, de Lisboa. Há lá cidade mais bonita que a nossa? J Entretanto chegam os da África do Sul e eu quero presenteá-los com um momento de didgeridoo. Explico que vou tocar um pouco e fecho os olhos...Quando termino, tenho muita gente à minha volta a filmar... Foi um daqueles momentos e senti que seria ali, com a simpática senhora do armazém,  que iria ficar uma das velas de São baco que trago comigo.




E continuamos o Caminho. Subidas e mais subidas .... Que etapa dura! Já perto de Betanzos, visualizamos uma subida terrível e eu e os amigos espanhóis combinamos “Se no final desta subida, houver um bar fica a promessa de uma cerveja”. 


Ao terminar a subida, numa última curva lá estava o Carlos e o Manolo de Pontedeume com bebidas frescas, incluíndo as nossas cervejas! Mais um pouco de conversa sobre o Caminho de Santiago, um momento de didgeridoo, a partilha de que na minha terra ajudei a planear o trajecto do Caminho de Santiago e um forte abraço na despedida.


Para finalizar esta etapa chega a última subida antes de chegarmos a Betanzos e com muita alegria e cansaço à mistura instalamos-nos no nosso albergue para esta noite.

Caminho de Santiago

Comentários

Publicar um comentário

Mensagens populares